Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Amena Cavaqueira

O Amena não tem o melhor nome para blogue de viagem e lady-gazeta não é o nome de autor mais credível para uma blogosfera de gente séria, mas estamos bem com isso. Somos sempre mais do que bons viajantes e bons nomes.

Amena Cavaqueira

O Amena não tem o melhor nome para blogue de viagem e lady-gazeta não é o nome de autor mais credível para uma blogosfera de gente séria, mas estamos bem com isso. Somos sempre mais do que bons viajantes e bons nomes.

02
Mar18

REVOLUT - O cartão para viajantes sem taxas

lady-gazeta

Por outras palavras: o cartão ideal para quem viaja. 

 

Vamos fazer uma amena cavaqueira sobre o tema Revolut?

 

Revolut.png

 

 

 

Antes de mais: acabei de o encomendar. E, admito, foi um encomenda muito fácil.

A encomenda, por passos:

  1. Fiz download da app Revolut, a partir da Play Store;
  2. Facultei os meus dados básicos: Nome, morada, idade;
  3. Facultei os dados de um cartão MB Net com 10€ - o valor mínimo para prosseguir com a aquisição. Este valor pode ser transferido novamente para outra conta;
  4. Escolhi o layout do cartão;
  5. Disponibilizei a morada para onde deve ser enviado o cartão;
  6. Activei o cartão;

Exacto! Fácil, fácil!

 

Mas, perguntam vocês, por quê tudo isto?

Quais são as vantagens deste afamado cartão?

  • Taxas inexistentes (aquando os levantamos/pagamentos no estrangeiro) - Sinto calafrios sempre que preciso de levantar dinheiro no estrangeiro. As taxas são sempre altíssimas. Esta, para mim, é a maior vantagem.
  • Controlo e autonomia a partir da aplicação:
    • Bloquear e desbloquear o cartão através da app - Muito útil em caso de roubo, extravio ou esquecimento (pois permite desbloqueá-lo também caso reencontre o cartão)
    • Efectuar pagamentos;
    • Solicitar transferências em caso de SOS! (o depósito é imediato na conta caso a outra pessoa que transfira também tenha uma conta Revolut)
    • Analisar taxas de câmbio;
    • Efectuar o câmbio na aplicação;
    • etc...

 

 

E desvantagens?

  • Do que analisei, apenas pequenos erros informáticos tornaram a experiência Revolut menos positiva. (ai... estes informáticos ).  Isto é, erros na conversão de determinada taxa (em Hong Kong) para determinada moeda (podem ler em pormenor nas fontes). Para mim, é uma situação muito pontual. Tanto quanto sei têm um suporte pro-activo que tentam ajudar a resolver a situação. 
  • Tendo em conta o feedback dos utilizadores que analisei, as transferências efectuadas a partir do cartão de crédito cobram 1% do valor transferido (uma desvantagem mais acentuada).
  • Levantamentos até 200€ mensais sem qualquer custo. Contudo, para levantamentos superiores a este valor acresce 2% de taxa. Sim, nem tudo é facilidade e o uso de cartões deve ser sempre minimizado.

 

E quando o usar este cartão mesmo sem estar em viagem?

  • Compras em sites internacionais (como Amazon);
  • Transportes: Cabify, Uber;

 

 

 

Resta-me utilizá-lo para ter um veredicto correcto sobre o tema.

Mas, admito, estou muito motivada com a ideia da não existência de taxas durante os levantamentos no estrangeiro.

 

E vocês? Já usaram?

 

Fontes:

https://www.revolut.com/pt/

https://www.almadeviajante.com/cartao-revolut/

https://eco.pt/2017/10/23/a-revolut-chegou-a-portugal-e-promete-por-os-grandes-bancos-a-tremer/ (sobre a rentabilidade do próprio cartão. Para quem desconfia da rentabilidade do negócio)

http://mochileta.blogspot.pt/2016/12/cartao-revolut-o-nosso-review.html

 

 

 

4 comentários

Comentar post

A Lady-Gazeta

Siga-nos no Facebook!

O Amena pertence a...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar